Miguel Jorge: PIB vai crescer no mínimo 5% em 2007

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou hoje, em Caracas, na Venezuela, que acredita que o crescimento econômico brasileiro em 2007 será de, no mínimo, 5%. O ministro explicou que tinha essa expectativa desde que foram divulgados os dados de maio e junho deste ano. A previsão de crescimento de 5% em 2007 acabou reforçada, segundo Jorge, pelo desempenho da economia desde então. De acordo com dados divulgados hoje pelo IBGE, o crescimento do PIB acumulado neste ano está em 5,3%.Miguel Jorge atribuiu os números divulgados hoje ao desempenho das exportações e, principalmente, à elevação do consumo interno. Destacou que sua certeza sobre os bons resultados deste ano já estavam balizadas também no desempenho de setores como o automotivo e o da construção civil, os quais, desde o ano passado, foram favorecidos pela ampliação de linhas de crédito e alongamento de prazos para o tomador.O ministro do Desenvolvimento afirmou, porém, que os resultados de novembro e dezembro de 2007 e de janeiro de 2008 não devem ser tão generosos quanto o de outubro, porque, sazonalmente, são meses de menor atividade econômica. Questionado sobre a possibilidade de uma não aprovação da emenda da CPMF pelo Senado atrapalhar as perspectivas para 2008, o ministro mostrou-se otimista. Na avaliação dele, o crescimento econômico deste semestre já foi responsável pela elevação da arrecadação tributária em volumes acima do crescimento da inflação e, portanto, essa perspectiva reduz um pouco o esforço fiscal que seria necessário para recompor uma eventual perda de recursos da CPMF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.