Milho e trigo caem na CBOT pressionados por colheita; soja sobe

Os futuros do trigo e do milho fecharam com perdas na sessão desta terça-feira na bolsa de Chicago (CBOT), com liquidação de comprados, ajustes de posições antes da divulgação do relatório do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), e por previsões de chuvas nas lavouras de trigo dos Estados Unidos, disseram traders.

Reuters

25 de setembro de 2012 | 17h31

Já a soja seguiu direção diferente dos outros grãos e fechou em alta, apoiada por compras de barganhas após queda do dia anterior, mas teve seus ganhos limitados por pressões da acelerada colheita norte-americana.

O contrato referência da soja ganhou 2,25 centavos e terminou a sessão cotado a 16,1225 dólares por bushel.

O milho, no entanto, terminou o pregão em baixa, pressionado pelas colheitas e por ajuste de posições antes do relatório do USDA, e perdeu 0,25 centavo de dólares em seu contrato dezembro, que fechou cotado a 7,4450 dólares por bushel.

O trigo acompanhou o milho na tendência baixista, pressionado por previsões de chuvas nas regiões produtoras de trigo dos EUA.

A commodity registrou perdas de 4,25 centavos em seu contrato com entrega para dezembro, fechando cotado a 8,8775 dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSFECHACBOTGRAOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.