Milionários japoneses ficam 24% mais ricos em um ano

Milionários japoneses ficam 24% mais ricos em um ano

Ricos da China ficaram em segundo lugar no ranking de expansão das fortunas do sudeste asiático

Bloomberg News

23 de outubro de 2014 | 10h25




CINGAPURA - Os milionários japoneses ampliaram sua riqueza mais rapidamente na região da Ásia-Pacífico no ano passado, como resultado da campanha do primeiro-ministro Shinzo Abe para injetar novo ânimo na economia levou a uma valorização geral no mercado de ações.

Os indivíduos de maior fortuna no país, definidos como aqueles que dispõem de pelo menos US$ 1 milhão para investir, aumentaram seu patrimônio em 24% ante o ano anterior, somando US$ 5,5 trilhões, de acordo com relatório publicado na terça feira pelo Banco Real do Canadá e Cap Gemini. O número de japoneses milionários teve aumento de 22%, chegando a 2,3 milhões, de acordo com o relatório.

O principal índice de ações do país, Topix, teve alta de 51% no ano passado graças a um afrouxamento monetário sem precedentes promovido pelo Banco do Japão quando Abe apresentou seu pacote de medidas para o crescimento que ganhou o nome de "Abenomics". Esse ano, o índice teve queda de 8%, e os investidores especulam que a campanha dele esteja perdendo o fôlego, esperando um segundo aumento nos impostos no ano que vem após uma queda no consumo em abril provocada por medida semelhante.

Os milionários da China tiveram o segundo enriquecimento mais rápido da região, mostrou o relatório. Sua fortuna teve alta de 20%, chegando a US$ 3,8 trilhões, e o número de milionários no país aumentou 18%, chegando a 758 mil pessoas.

"Embora o desempenho do mercado de equity tenha apresentado altos e baixos em 2013, um robusto crescimento econômico e os preços dos imóveis em mercados fundamentais impulsionaram um saudável crescimento geral na riqueza", disse M. George Lewis, diretor do grupo de gestão de capitais e unidades de seguro da RBC, em pronunciamento na terça feira. "A região da Ásia-Pacífico deve continuar a liderar o crescimento mundial, ultrapassando a América do Norte como região com o maior número de indivíduos com grandes fortunas já no final de 2014, tornando-se a região de maior concentração de indivíduos ricos em 2015."

A população total de milionários na região da Ásia-Pacífico aumentou 17%, chegando a 4,3 milhões de pessoas, sendo que o aumento global no número de milionários ficou na casa dos 13%, de acordo com o relatório. Sua riqueza teve expansão de 18%, chegando a US$ 14,2 trilhões, e no restante do mundo esse aumento foi de 12%.

O aumento no número de milionários no Japão e na China correspondeu a 85% do aumento total na Ásia, de acordo com RBC e Cap Gemini. Os dados cobrem pessoas com recursos para investimento somando pelo menos US$ 1 milhão, excluindo sua residência principal, itens de coleção, bens de consumo e bens duráveis. /Tradução de Augusto Calil 

Tudo o que sabemos sobre:
Japão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.