Jefferson Bernardes | ESTADAO CONTEUDO
Jefferson Bernardes | ESTADAO CONTEUDO

Militar antecipa a aposentadoria

O sargento Claudio Lucas Lima não esperava se aposentar aos 53 anos. Seu plano, até o ano passado, era fazer cursos, buscar promoções e crescer dentro da Brigada Militar. Mas ele mudou de ideia por causa da continuidade do parcelamento de salários, que afeta o funcionalismo gaúcho desde 2015. Lima foi para a reserva no mês passado para ter tempo livre e se dedicar a “bicos” na área da segurança. “Preciso complementar a minha renda, não tem jeito”, disse.

O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2016 | 05h00

Assim como outros profissionais da segurança pública, ele sempre fez trabalhos esporádicos para a iniciativa privada. Mas a situação financeira da família se agravou de tal forma que ele resolveu transformar o “bico” numa atividade principal, para repor o dinheiro que o governo estadual está demorando a pagar. Segundo ele, a falta de perspectivas no funcionalismo público tem levado outros colegas a fazerem o mesmo.

Aluguel. Lima mora em Porto Alegre com a mulher e dois filhos. Sem receber o salário integral em dia, ele está atrasando o aluguel e tem visto a família mudar os hábitos de vida, para se adaptar à crise.

O único compromisso que ele não deixa de honrar é a faculdade da filha, que cursa enfermagem numa universidade particular. “Não vou trancar a faculdade dela. Vou me privar de outras coisas para manter a faculdade”, disse. / G.L.

Tudo o que sabemos sobre:
LimaAluguelPorto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.