Minas investirá R$ 850 mi em três novas usinas de cana

O governo de Minas Gerais assinou nesta quarta-feira protocolos de intenção para a implantação de três novas usinas no Estado, que irão somar investimentos da ordem de R$ 850 milhões. Quando em pleno funcionamento, os projetos permitirão moagem de 6,24 milhões de toneladas de cana, produção de 426,9 milhões de litros de álcool, 166,8 mil toneladas de açúcar e co-geração de 198 MW de energia.Entre os grupos que devem começar a atuar no Estado estão o Chalet Agropecuária (Usinas Nova Energia), Transcap Álcool e Açúcar S.A. (Usina Capinópolis) e Destilaria São Benedito. Na sexta-feira, deverá ser assinado um quarto protocolo com a empresa Campina Verde Bioenergia Ltda, no valor de R$ 408 milhões.Segundo as informações, a intenção do grupo Chalet Agropecuária (Usina Nova Energia) é que o empreendimento, a ser instalado em Uberlândia priorize a produção de álcool, destinando boa parte da produção aos Estados Unidos. A idéia é que a usina ajude a expandir outro ramo de negócio do grupo: o confinamento de gado, a partir da utilização dos subprodutos da cana-de-açúcar.Já a Usina São Benedito deverá transferir o maquinário, atualmente instalado no interior de São Paulo, para as novas instalações em Minas. O empreendimento será implantado no município de Monte Alegre.De acordo com informações da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, já foram anunciados no Estado 50 projetos no setor sucroalcooleiro, com investimentos de mais de US$ 3,715 bilhões. O objetivo do governo mineiro, conforme destacou o secretário de Estado de desenvolvimento, Wilson Brumer, será ainda o aproveitamento da capacidade para a co-geração de energia, com a participação da Cemig. Ele acrescentou que nos próximos dias deverão ser anunciados novos investimentos no município de Nanuque, no vale do Mucuri.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.