carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Minc defende participação diferenciada

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, defendeu ontem, no Rio, que Estados produtores de petróleo tenham "uma participação diferenciada" nos royalties do pré-sal, cujo modelo de exploração será anunciado hoje, "sobretudo no viés ambiental". Para ele, "o petróleo, por mais que a tecnologia tenha avançado, é o maior causador de impacto nos ares, mares e ambiente em geral. Os Estados produtores arcam com todo o ônus em caso de acidente", diz, citando como exemplo "casos que ocorreram na baía da Ilha Grande, na baía da Guanabara, na bacia de Campos e Macaé, todos no Rio de Janeiro".Minc acha justa a proposta do governo federal de repartir a riqueza a ser conquistada com todo o país. "É legitimo usar uma riqueza que não se conhecia antes, uma riqueza nova, para plantar alguma coisa para as gerações seguintes, em matéria sobretudo de educação, diminuição da desigualdade e tecnologia".

Marcelo Auler, O Estadao de S.Paulo

31 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.