Mineração é a atividade que mais cresceu na Argentina

A mineração foi o setor da economia argentina que mais cresceu desde a crise financeira, econômica e social que assolou o país entre 2001 e 2002. Quando a crise acabou, em 2003, existiam na Argentina 40 empreendimentos de mineração. Mas, atualmente, segundo a Secretaria de Mineração, são realizados 336 projetos, o que representa um aumento de 740% do que há cinco anos.Em 2007, empresas de mineração de 30 países investiram na Argentina US$ 5,6 bilhões para a exploração e desenvolvimento de projetos. Isso equivale a 43,6% a mais do que em 2006 e 748% superior a 2003.Segundo a Secretaria de Mineração, "o aumento de projetos de mineração de metais, rochas ornamentais e minerais industriais durante o ano passado possibilitou, junto ao desenvolvimento de fornecedores locais para o setor, superar os 230 mil postos de trabalho direto e indireto".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.