Minerva compra frigorífico uruguaio por US$ 65 milhões

Frigorífico Pul, que terá capacidade de abate de 1,4 mil cabeças de gado por dia, está entre os três maiores do Uruguai

, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2011 | 00h00

O Minerva, um dos maiores processadores de carnes do Brasil, informou ontem ter fechado um acordo para aquisição do Frigorífico Pul, do Uruguai, por US$ 65 milhões. "O Minerva incrementa mais uma vez seus passos de expansão internacional, reafirmando sua estratégia de diversificação geográfica e participação em novos mercados", afirmou a empresa em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

De acordo com o comunicado, estão incluídos no montante total os investimentos em modernização e expansão. Parte dos recursos (US$ 14 milhões) será paga pela emissão e transferência de 2,704 milhões de novas ações, ao preço unitário de R$ 8,75.

A compra da totalidade das ações do frigorífico uruguaio, segundo o Minerva, está ainda sujeita a diversas condições, entre as quais a realização de uma due diligence (análise dos dados da empresa) no prazo de 90 dias e a celebração dos contratos definitivos.

Ainda segundo o comunicado, o Frigorífico Pul terá uma capacidade total de abate de 1,4 mil cabeças de gado por dia, com a conclusão dos investimentos em expansão que estão sendo realizados. A companhia está entre as três maiores do Uruguai nesse setor, com um faturamento projetado para 2011 na faixa entre US$ 125 milhões e US$ 145 milhões. O frigorífico exporta cerca de 85% de sua produção para mais de 40 mercados.

Abates. Com dez unidades - sendo nove no Brasil e uma em Assunção, no Paraguai - o Minerva tem atualmente uma capacidade diária de abate de 9 mil cabeças de gado e de processamento de 1,7 mil toneladas de carne bovina (o equivalente a quase 11 mil cabeças), segundo informações que constam do site da empresa na internet.

A companhia atua também no segmento de food service por meio da Minerva Dawn Farms (MDF), uma joint venture com o grupo irlandês Dawn Farms Foods. A planta da MDF em Barretos (SP) tem capacidade para 10 a 15 toneladas de carne processada/hora, produzindo alimentos a base de carne bovina, suína e de aves.

A projeção do Minerva era encerrar o ano de 2010 entre os três maiores exportadores brasileiros de carne bovina, subprodutos e industrializados, com aproximadamente 1,3 mil clientes localizados em cerca de 80 países.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.