DADO GALDIERI/BLOOMBERG
DADO GALDIERI/BLOOMBERG

Minerva Foods registra prejuízo líquido de R$ 55,6 milhões no segundo trimestre

A empresa aumentou o volume de aquisição de gado e teve despesas com reativação de unidade, o que gerou uma variação de R$ 280 milhões de capital de giro

Camila Turtelli, Broadcast

14 Agosto 2017 | 20h03

A Minerva Foods reportou prejuízo líquido de R$ 55,6 milhões no segundo trimestre de 2017, revertendo um lucro líquido de R$ 89 milhões em igual período de 2016, principalmente devido à variação cambial no período. Segundo os executivos da empresa, a oscilação do dólar ante o real gerou uma despesa financeira de R$ 140 milhões. "Se não fosse variação cambial, a empresa teria um lucro de R$ 70 milhões", afirmou o diretor financeiro, Edison Ticle.

Apesar do resultado negativo, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 277,3 milhões entre maio e julho, um aumento de 16,2% ante igual trimestre do ano anterior e recorde para um segundo trimestre do ano. A margem Ebitda passou de 10,7% para 10,8%, na mesma base de comparação.

A receita líquida, por sua vez, ficou em R$ 2,579 bilhões no segundo trimestre, com alta de 16,1% em relação a igual período do ano anterior, quando totalizou R$ 2,221 bilhões. Ante o primeiro trimestre de 2017, quando a receita líquida foi de R$ 2,141 bilhões, houve alta de 20,4%. A empresa reafirmou um guidance de receita de R$ 13 bilhões a R$ 14,4 bilhões para os próximos 12 meses, de julho de 2017 a junho de 2018 .

+ Ministro mudará a fiscalização da indústria de carne bovina

Já a receita bruta de abril a junho foi de R$ 2,767 bilhões, 17,1% acima do apurado no segundo trimestre de 2016 e também recorde para o período.

A alavancagem representada pela relação entre dívida líquida/Ebitda da Minerva Foods subiu de 3,8 vezes no primeiro trimestre de 2017 para 4,1 vezes no segundo trimestre. Segundo Edison Ticle, diretor financeiro da empresa, o resultado é uma combinação das variações cambial e de aumento do uso de capital de giro.

+ Mil bois morrem de botulismo em Mato Grosso do Sul

A empresa aumentou o volume de aquisição de gado e teve despesas com reativação de unidade, o que gerou uma variação de R$ 280 milhões de capital de giro.

A dívida líquida ao final de julho totalizava R$ 3,9 bilhões (cerca de 75% indexada em moeda estrangeira), ante R$ 3,540 bilhões no primeiro trimestre.

Mais conteúdo sobre:
Minerva Foods

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.