Ministério confirma febre aftosa em Japorã

O Ministério da Agricultura confirmou na manhã desta quinta-feira o reaparecimento da febre aftosa no município de Japorã, em Mato Grosso do Sul. Segundo o ministério, o foco foi detectado em uma fazenda com rebanho de 137 bovinos, dos quais 3 com idade abaixo de 4 meses, 10 com idade entre 5 e 12 meses, 25 com idade entre 13 e 24 meses e 99 com idade acima de 24 meses. Todos os animais da fazenda serão sacrificados, informa a assessoria do ministério. Segundo o ministério, o caso foi identificado durante as atividades de vigilância de rotina, executadas pelo serviço veterinário oficial. A área estava interditada desde outubro do ano passado, quando foram registrados focos de aftosa na região. Ações de saneamento O ministério informou que as ações de saneamento dos focos de febre aftosa registrados em 2005 continuam em execução no Mato Grosso do Sul, de acordo com os procedimentos técnicos reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal. A área geográfica afetada permanece inalterada e sob interdição, abrangendo os três municípios que registraram casos da doença. Até o momento, foram sacrificados 33.741 animais susceptíveis, sendo 27.170 em Japorã 3.938 em Eldorado e 2.683 em Mundo Novo. Em Japorã, o rebanho remanescente é de 20.500 bovinos, distribuídos em 164 propriedades rurais, que estão sobre vigilância do serviço sanitário oficial. Ainda segundo o governo, estão em execução neste momento a fase de introdução de animais sentinela e de investigação sorológica para avaliação de circulação viral e não haverá ampliação da área interditada no Estado. Divisa A Secretaria da Agricultura Abastecimento do Estado de São Paulo informou seguirá a Instrução Normativa do Ministério da Agricultura e manter aberta a divisa entre o Estado o Mato Grosso do Sul para o comércio de bovinos, suínos e outros produtos animais. De acordo com a secretaria, o fato de um novo foco de febre aftosa ter surgido em Japorã não muda a estratégia já seguida, pois, desde o surgimento de focos no ano passado no Estado vizinho e na mesma cidade, já está proibido o trânsito de qualquer produto de origem animal daquela região. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento informou ainda que, no próximo dia 1º de maio inicia a primeira fase da campanha de vacinação contra a doença em bovinos, com um evento na cidade de Ourinhos (SP). Neste ano, São Paulo completa dez anos sem casos de aftosa e na última campanha, realizada entre outubro e novembro de 2005, obteve o recorde de 99,6% do rebanho imunizado. O Estado é responsável pelo escoamento de cerca de 70% da carne exportada pelo Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.