Ministério corrige projeção de emprego no governo Dilma

O Ministério do Trabalho corrigiu nesta quarta-feira, 17, informação divulgada mais cedo sobre a previsão de geração de empregos no governo Dilma Rousseff. Segundo o ministério, a expectativa é de que até o final deste ano seja alcançado o número de 5 milhões de novas vagas desde o início do mandato da presidente Dilma.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

17 de abril de 2013 | 17h42

Durante divulgação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês de março, o ministro do Trabalho, Manoel Dias, havia dito que a previsão era de uma geração de 5 milhões de novas vagas até o final do governo Dilma, em 2014. No entanto, até março deste ano, já houve uma geração líquida de empregos de 3,8 milhões desde o início do atual governo. Portanto, o número deve ser atingido no final deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
CAGEDMARÇORECORDE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.