finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ministério da Previdência suspende o serviço 0800

O ministro da Previdência Social, Luiz Marinho, anunciou hoje a extinção do serviço de atendimento 0800 do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), conhecido como PrevFone, a partir de 31 de agosto, devido a denúncias de possíveis fraudes em empréstimos consignados aos aposentados e pensionistas. A partir de 1º de setembro, existirá apenas a central de atendimento 135, que funciona de 7h da manhã às 22h, de segunda-feira a sábado, com capacidade de recepção de até 10 milhões de ligações por mês.Segundo Marinho, a nova central tem mais vantagens que o 0800 pois, embora esse serviço funcione por 24 horas, tem capacidade de atendimento de apenas 300 mil ligações/mês, tendo Brasília como base única de recepção. O serviço de teleatendimento continuará sendo terceirizado, mas, segundo Marinho, haverá mais mecanismos de controle na tentativa de evitar fraudes - como proibição aos operadores de levarem celulares, canetas e papel para os locais de trabalho, gravação das ligações e das imagens dos funcionários. Além disso, o trabalho será supervisionado por servidores do próprio INSS.O serviço 135 vai custar ao INSS até R$ 38 milhões por ano. No contrato anterior, o custo anual era R$ 5,9 milhões. Embora menor, Marinho destacou que o serviço era, no entanto, menos eficiente e o custo individual com ligações era o dobro. As denúncias de fraudes que motivaram a antecipação do fim do PrevFone estão sendo investigadas desde março pela Polícia Federal, Ministério Público e Controladoria Geral da União (CGU).

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

16 de agosto de 2007 | 14h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.