Ministério diz que cronograma está mantido para 2014

A Transnordestina Logística S/A limita-se a admitir oficialmente que renegocia com o governo o estabelecimento de novos prazos e valores de contrato para a construção da ferrovia. E mais não revela. A política de comunicação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) é restrita e extensiva às empresas controladas, como a companhia férrea.

O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2012 | 02h01

O governo, por meio do Ministério dos Transportes, disse que o cronograma está mantido e a data de inauguração continua 30 de dezembro de 2014. Mas reconhece que "o ritmo da obra diminuiu", o que é creditado ao "processo de reavaliação de custos, prazos e responsabilidades".

De acordo com o comunicado, "a obra sofreu com atrasos decorrentes do processo de licenciamento e liberação de áreas", o que transfere, em parte, a responsabilidade para os governos estaduais, a quem cabe realizar as desapropriações. "A expectativa é que, após a conclusão do processo de análise do empreendimento como um todo, as obras sejam retomadas em ritmo acelerado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.