Divulgação
Divulgação

Ministério rejeita recurso da Cemig para rever indenizações em hidrelétricas

Essas indenizações referem-se a investimentos que a empresa fez nas usinas de São Simão e Miranda, em MG, mas que ainda não foram plenamente abatidas

André Borges e Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

22 Setembro 2017 | 22h22

O Ministério de Minas de Energia (MME) rejeitou recurso apresentado pela Cemig para rever as indenizações relacionadas aos investimentos feitos pela estatal nas hidrelétricas de São Simão e Miranda, ambas em Minas Gerais, que serão leiloadas na próxima quarta-feira.

A decisão publicada nesta sexta-feira, 22, no Diário Oficial da União é assinada pelo ministro do MME, Fernando Coelho Filho. A proposta do governo fixou em R$ 1,027 bilhão o valor total de indenizações das usinas. O MME não informou qual era o valor pedido pela estatal mineira.

Essas indenizações referem-se a investimentos que a empresa fez nas usinas, mas que ainda não foram plenamente amortizados. No caso de São Simão, o valor foi fixado em R$ 243,5 milhões. Para a hidrelétrica de Miranda, o pagamento será de R$ 784,1 milhões.

As concessões dessas usinas à Cemig venceram e não foram renovadas. Elas serão oferecidas ao mercado. O governo tem o objetivo de arrecadar pelo menos R$ 11 bilhões com o leilão da próxima semana. A expectativa é de que haja disputa pelas usinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.