Ministra boliviana assume a presidência da assembleia do Fonplata

Mariana Prado terá mandato de um ano e poderá indicar novo presidente executivo do fundo sul-americano, que inclui o Brasil

O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2018 | 02h25

LA PAZ - A Bolívia assumiu nesta quarta-feira, 29, a presidência da Assembleia de Governantes do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), organismo multilateral que inclui o país, a Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai.

A ministra de Planejamento e Desenvolvimento da Bolívia, Mariana Prado, assumirá a presidência do órgão em um mandato de um ano, informou o governo boliviano em comunicado.

O Fonplata é um fundo criado para apoiar a integração e o desenvolvimento dos países-membros por meio de operações de crédito e liberação de recursos para o financiamento de estudos, programas, projetos e assistência técnica. A Assembleia de Governantes é formada por cinco representantes titulares e cinco rotativos de cada país - este núcleo define o destino dos investimentos da organização.

Além da presidência da Assembleia, a Bolívia também terá a competência de eleger o novo presidente executivo do Fonplata, posto atualmente ocupado pelo uruguaio Juan Notaro. //EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.