coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Ministra descarta inflação no centro da meta neste ano

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, descarta a possibilidade de a inflação convergir para o centro da meta (4,5%) neste ano, mas afirma que o índice de preços "vai ficar dentro das bandas (2,5% a 6,5%) com certeza". Após encontro com prefeitos do ABC, em Santo André, a ministra falou que tem convicção de que a inflação vai recuar e que o próprio mercado avalia que o indicador irá voltar para a meta.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

26 de abril de 2013 | 19h13

"De qualquer maneira, apesar da confiança, o governo está atento a qualquer movimento. A presidente Dilma já reduziu tarifa de energia, já desonerou a cesta básica e, por isso, temos convicção de que a inflação vai ceder", afirmou a jornalistas nesta sexta-feira, 26.

O IPCA, indicador oficial da inflação, acumulou alta de 6,59% em março no acumulado de 12 meses. Acima, portanto, do teto de 6,5% estipulado pelo sistema de metas inflacionárias do governo.

Na reunião com os prefeitos, a ministra recebeu um projeto de mobilidade urbana para a região do ABC, cujos recursos destinados somam R$ 7,8 bilhões. Segundo ela, a proposta será discutida entre técnicos do governo e do consórcio intermunicipal do Grande ABC antes de ser encaminhado à presidente Dilma Rousseff, o que deve ocorrer até a metade do ano.

Miriam, que integra o Conselho de Administração da Petrobras, também informou que na reunião desta manhã do colegiado não foi discutido um aumento de preço dos combustíveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.