Ministro alemão adverte contra dar mais tempo à Grécia

O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, advertiu contra dar mais tempo à Grécia para a implementação de seu processo de reforma. "Mais tempo, em geral, significa mais dinheiro - e isso, rapidamente, significa um novo programa. Esse não é o caminho correto para resolver o problema fundamental da zona do euro", afirmou ao jornal Der Tagesspiegel, em entrevista publicada neste domingo.

RENAN CARREIRA, Agencia Estado

26 de agosto de 2012 | 09h05

Para restaurar a confiança na zona do euro, cada membro do bloco deve combater seus próprios problemas, sozinhos e com determinação, e a Europa deve fazer melhorias institucionais que a tornem mais capaz de tomar decisões e deixar a política fiscal compatível com a política monetária, afirmou Schäuble ao jornal. Ele acrescentou que o pacto fiscal acordado "é um passo importante na direção correta". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.