Ministro alemão vê força do governo em votação de fundo

O ministro da Economia da Alemanha, Philipp Roesler, comemorou a aprovação da lei para ampliação do fundo de resgate europeu, em votação ocorrida hoje no Parlamento do país. A reforma foi aprovada com 523 votos favoráveis, enquanto 85 vetaram a mudança e três se abstiveram. "Temos uma forte maioria para o resgate do euro", disse Roesler, que apontou o resultado das votações como uma indicação da solidez da coalizão do governo e do euro.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

29 de setembro de 2011 | 11h32

"Demos início à segunda metade do período legislativo com clara vitória da coalizão", disse. Um total de 315 legisladores da coalizão do governo da chanceler Angela Merkel, formado pela União Democrata Cristã (CDU), União Social Cristã (CSU) e pelo Partido Liberal Democrata (FDP), votaram à favor da legislação, enquanto 13 votaram contra. O resultado mostra que a coalizão de Merkel obteria a aprovação da legislação mesmo sem a ajuda dos partidos de oposição.

A legislação aprovada inclui uma exigência de aprovação pelo Parlamento de todas as decisões importantes sobre futuros programas de ajuda à zona do euro. "No futuro, nada poderá ser feito na Europa sem o Bundestag (Câmara baixa alemã)", disse Roesler.

O governo irá agora trabalhar para que os países europeus adotem emendas equilibradas de orçamento em suas constituições nacionais, acrescentou Roesler. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EuropacrisefundoAlemanhaaprovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.