Ministro ameaça taxar exportação de açúcar

O ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, afirmou hoje que o governo pode adotar instrumentos como a taxação das exportações de açúcar, se o setor sucroalcooleiro quebrar o compromisso de produzir 1,5 bilhão de litros de álcool a mais na safra 2003/04, que começa em abril.Para produzir esta quantidade extra do produto, o setor teria que reduzir a produção e exportação de 2 milhões de toneladas de açúcar. ?Esse tipo de instrumento não faz parte da política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas medidas como a taxação ou a determinação de cotas de exportação podem ser estudadas?, disse.O ministro afirmou ter ?absoluta confiança? no cumprimento das promessas feitas pelas usinas. ?Não vamos precisar adotar essas medidas porque o setor aprendeu com os erros do passado", disse o ministro, referindo-se à crise de abastecimento de álcool que ocorreu no final da década de 80.Na época, como agora, era mais vantajoso fabricar açúcar para exportação do que álcool para abastecer o mercado interno. ?O governo não vai tolerar uma nova crise de abastecimento.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.