coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Ministro chileno diz que eleição no Brasil não preocupa

O ministro da Economia do Chile, Jorge Rodriguez Grossi, disse que o governo de seu país não está preocupado com a eleição presidencial no Brasil. Ele reconhece, porém, que essa preocupação está tendo impacto nos mercados locais. "Temos a convicção de que, qualquer que seja o resultado da eleição brasileira, a economia continuará a ser gerida com prudência e moderação", afirmou Rodriguez durante uma entrevista coletiva. Referindo-se à recente queda do peso chileno frente ao dólar, atribuída à influência da baixa do real brasileiro, o ministro notou que há uma relação entre os dois mercados e afirmou que as coisas deverão se normalizar assim que a situação política do Brasil fique mais clara. Quanto à exposição do Chile à turbulência no Brasil, Rodriguez disse que seu país tem um nível alto de reservas, uma política econômica estável e um sistema de câmbio flutuante, fatores que deixam o país preparado para resistir a pressões externas. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

13 de junho de 2002 | 14h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.