Ministro da Agricultura não vê Brasil isolado na Alca

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, negou hoje que o Brasil esteja isolado nas negociações para formação da Alca. ?Não acho que a posição do Brasil na reunião de Trinidad e Tobago o isolou. O País apenas reagiu à proposta que foi reiterada pelos americanos?, afirmou, referindo-se à reunião preparatória encerrada no último fim de semana.Segundo ele, os norte-americanos mantiveram a resistência à abertura comercial, sobretudo na questão agrícola, deixando assuntos sensíveis fora da discussão. Os Estados Unidos reiteraram que, sem discutir políticas de apoio interno na Organização Mundial de Comércio (OMC), o assunto não será discutido na Alca. ?Eles (os americanos) mantiveram a resistência de abertura, principalmente na questão agrícola. O Brasil apenas reagiu. Eu não acredito no isolacionismo, foi uma posição forte que o País teve?, afirmou.Rodrigues manifestou a expectativa de que outros países venham a integrar o chamado Grupo dos 21. ?Países que têm interesses similares aos nossos na área agrícola poderiam integram o grupo?, afirmou, sem citar nomes. Ele lamentou que a Colômbia e o Peru tenham abandonado o grupo. ?Em café, a Colômbia tem um peso importante para a agricultura?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.