ADRIANO MACHADO/REUTERS
ADRIANO MACHADO/REUTERS

seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Ministro da Infraestrutura diz que passagem aérea vai cair já no fim do ano

Segundo Tarcísio Freitas, a quebra da barreira ao capital estrangeiro no setor já atrai o interesse de novas empresas de atuar no Brasil, como a Air Europa e a Gulf Air, do Oriente Médio

Bárbara Nascimento, André Ítalo Rocha e Altamiro Silva Junior, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2019 | 13h55

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nesta quinta-feira, 8, durante evento realizado pelo BTG Pactual, que o País está tomando medidas necessárias em várias frentes para que o preço da passagem aérea comece a cair. “Tudo leva a crer que vamos começar a observar redução do preço da passagem já no final do ano”, disse.

Segundo ele, a quebra da barreira de restrição ao capital estrangeiro no setor aéreo já atrai novos entrantes. Ele citou a entrada da Air Europa no Brasil e afirmou que a empresa do Oriente Médio Gulf Air também conversa com o governo. Além disso, o ministro frisou que algumas empresas já testam o mercado doméstico com rotas internacionais que passam pelo Brasil, de olho em um potencial crescimento do setor nos próximos anos.

“O Brasil tem o sexto maior mercado de aviação do mundo, mas tem condições de ter o terceiro. Temos extensão territorial, população, todas as condições. O Brasil vai crescer e PIB e crescimento de demanda andam colados. Se o PIB cresce um ponto, a aviação cresce 2 a 3 pontos”, disse.

Ele destacou ainda intenção do governo de simplificar a regulação do setor, que hoje é tida como “complexa e intervencionista”. E afirmou que o ministério quer prover mais infraestrutura para o setor, além de conversar com os governadores para que negociem reduções de ICMS sobre querosene de aviação (QAV) em troca de contrapartidas por investimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
Tarcísio Gomes de Freitasaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.