Ministro da Itália recua da declaração sobre intervenção no euro

O Ministério da Economia da Itália disse que, nas declarações feitas mais cedo sobre mercados de câmbio, o ministro Domenico Siniscalco não estava se referindo a uma intervenção, mas a necessidade para uma coordenação geral entre os bancos centrais da zona do euro.Durante o dia, Siniscalco havia dito que os bancos centrais europeus estudavam meios para intervir nos mercados de câmbio para conter a alta do euro frente ao dólar. Contudo, mais tarde, ele recuou.Siniscalco "de forma alguma queira aludir a uma intervenção nos mercados de câmbio, mas a necessidade de coordenação entre as autoridades monetárias", disse o Ministério em nota. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.