Ministro das Finanças alemão pede ao BCE para reduzir liquidez na zona do euro

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, disse que o Banco Central Europeu (BCE) deve tentar limitar a quantidade de liquidez na zona do euro, embora ele também tenha reconhecido a situação econômica "precária" de alguns países da região.

Reuters

19 de abril de 2013 | 10h46

"Há muito dinheiro no mercado, na minha visão, dinheiro demais", disse Schaeuble em entrevista à revista semanal econômica alemã Wirtschaftswoche, publicada na sexta-feira.

"Se o BCE tentar utilizar qualquer margem que tenha para reduzir esta grande liquidez um pouco, eu daria as boa-vindas", disse ele, acrescentando que o BCE fez bem em trazer a inflação abaixo dos 2 por cento.

"Nós na Alemanha não devemos esquecer que muitos países europeus ainda estão em situação precária em relação ao crescimento econômico", acrescentou. Mas injetar liquidez nas economias destes países sem alcançar reformas estruturais não irá criar condições para crescimento sustentável, disse Schaeuble.

(Por Gareth Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMINISTROALEMAOLIQUIDEZEURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.