Ministro diz que cortará ponto de grevistas da Previdência

O ministro da Previdência Social, Nelson Machado, anunciou nesta sexta-feira que vai cortar o ponto dos médicos peritos da Previdência em greve e descontar os dias não trabalhados, inclusive a gratificação. Machado disse também que o ministério estuda propostas de medidas capazes de aumentar a segurança dos médicos, que reclamam de atitudes violentas de alguns pacientes, mas enfatizou que não concorda com a reivindicação dos grevistas de redução da jornada de trabalho."O ponto vai ser cortado, os dias (não trabalhados) serão descontados e, obviamente, nós teremos um problema sério com a gratificação que os médicos peritos têm neste momento", anunciou o ministro, em rápida conversa com jornalistas após participar de cerimônia no Palácio do Planalto. O corte do ponto está previsto na legislação. Sobre a reivindicação de redução da jornada, o ministro declarou: "Eu acho que a associação (dos grevistas) está misturando, nesse sentido, alhos com bugalhos, e vamos, então, tomar as medidas necessárias para que nossos servidores compreendam que é preciso humanizar a relação com os segurados." O ministro completou: "Se o problema é reduzir o grau de estresse e reduzir o grau de violência, uma greve dessa maneira só faz ampliar o sofrimento dos segurados."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.