Ministro diz que venda da Embratel pela MCI não está certa

O ministro das Comunicações, Eunício de Oliveira, disse hoje que ainda não há nada concreto sobre a venda da Embratel. Segundo ele, o presidente da operadora, Jorge Rodriguez, disse-lhe numa audiência realizada há alguns dias que a MCI pode, inclusive, não vender a Embratel. "Nada de concreto ou objetivo nos foi entregue sobre esse assunto até agora. Fora disso, é apenas uma possibilidade, mas sobre coisas genéricas não temos a condição de nos manifestar", afirmou o ministro, que participa da abertura da Telexpo 2004, feira do setor de telecomunicações. O processo de venda da operadora de longa distância vem sendo acompanhado com grande atenção pelo governo e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a qual solicitou à Embratel a lista de empresas interessadas na aquisição. Entre os candidatos estão o consórcio formado pela Brasil Telecom, Telemar e Telefônica, e a mexicana Telmex.

Agencia Estado,

02 Março 2004 | 13h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.