Ministro elogia reforma agrícola da Europa

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, comemorou a aprovação, nesta quinta-feira, da reforma da Política Agrícola Comum pelos países da União Européia. Segundo ele, a decisão abre uma nova possibilidade para as negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC) e com a UE. "Vejo de maneira positiva a decisão", afirmou. No entanto, disse que ainda é cedo para uma análise mais profunda do impacto das alterações para os produtos de interesse do Brasil. Para o ministro, um ponto importante na PAC é a manutenção do orçamento global de proteção agrícola da União Européia nos próximos anos. "Entre 2003 e 2013, não haverá aumento do orçamento. Isso é muito significativo, considerando a possibilidade do alargamento da União Européia", disse. O ministro também destacou o remanejamento dos recursos orçamentários, o "decoupling" proposto pelo comissário europeu de agricultura, Franz Fischler. "No lugar de proteger o produtor em função de sua safra, o que vai haver é uma visão mais voltada ao interesse do consumidor e do contribuinte", disse Rodrigues.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.