Ministro espanhol nega ajuda governamental à OHL

O ministro da Indústria, Comércio e Turismo da Espanha, Joan Closs, negou hoje a existência de qualquer ajuda governamental que pudesse ter facilitado a empresa espanhola OHL arrematar cinco lotes do leilão de concessão de oito trechos de rodovias federais."Não há nenhuma ajuda estatal do governo espanhol para que as companhias possam se apresentar nas licitações", disse. Segundo ele, subvenções como a de ajuda a empresas estão proibidas pela Organização Mundial do Comércio (OMC) e pela União Européia. "Portanto, não há lugar para este temor porque está estritamente proibido. Não há essa classe de ajuda que alguns sugeriram que pudesse haver", disse.Empresários brasileiros têm criticado o fato de a OHL ter arrematado a maior parte dos lotes oferecidos no leilão. A empresa espanhola ofereceu os preços mais baixos para o pedágio. "Em uma licitação cada um oferece o preço que lhe é oportuno", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.