Ministro holandês descarta risco de recessão na Europa

"Não há risco de que a economia européia experimente recessão este ano", afirmou hoje o ministro das Finanças da Holanda, Wouter Bos.Em conversa com repórteres antes de encontro dos 27 ministros das Finanças da União Européia (UE), Didier Reynders, ministro das Finanças da Bélgica, concordou com o colega holandês, mas acrescentou que há risco de desaceleração. Reynders disse ainda que os ministros das Finanças europeus, grupo conhecido como Ecofin, vão monitorar os desdobramentos nos mercados globais "muito atentamente".Ontem, os mercados acionários asiáticos e europeu despencaram. Hoje, as bolsas da Ásia voltaram a cair forte - Tóquio, por exemplo, fechou em baixa de 5,7%, no menor nível desde setembro de 2005. Questionado sobre se a economia européia entrará em recessão, Bos disse "não, não" e acrescentou que a economia holandesa está bem posicionada para lidar com as turbulências nos mercados financeiros, que ele atribuiu às incertezas com as perspectivas da economia dos EUA. "Os fundamentos são muito bons. Podemos sofrer um golpe e continuar saudáveis", declarou o ministro.Já o comissário europeu para Assuntos Econômicos, Joaquin Almunia, disse ter esperanças que a economia dos EUA possa evitar a recessão e espera calma no retorno dos mercados financeiros globais. Em relação à queda dos mercados ontem, Almunia disse que foi uma reação não à perspectiva de recessão global, mas mais especificamente aos riscos de recessão nos EUA. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.