Ministro ironiza fala de secretário dos EUA sobre a Alca

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, ironizou as declarações feitas ontem pelo secretário do Tesouro dos Estados Unidos, John Snow, de que "tudo está sobre a mesa de negociação" da Alca. Em audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Amorim afirmou que essa frase é "quase a mesma coisa que não dizer nada".De acordo com ele, se o Brasil adiar a avaliação do processo de negociação para a etapa final, provavelmente não verá esses mesmos pontos concluídos e mesmo assim o País será obrigado a assinar o acordo final. Para Amorim, um ponto chave nessa negociação será identificar, em uma nova versão da proposta norte-americana, esperada a partir de 15 de julho deste ano, se há menção a produtos de interesse do Brasil.O ministro das Relações Exteriores afirmou que a possibilidade de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e os Estados Unidos pode ser examinada pelo governo brasileiro, mas como um preâmbulo para a Alca. Segundo ele, o mercado norte-americano não pode ser desconsiderado pelo governo e o setor privado brasileiros. Para ele, um dado relevante é que 55% das exportações brasileiras são direcionadas para os países da Alca.

Agencia Estado,

23 de abril de 2003 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.