finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ministro japonês desculpa-se por ter vazado dado do PIB

O ministro do Comércio do Japão desculpou-se nesta segunda-feira por ter vazado o dado do Produto Interno Bruto (PIB) durante um discurso para empresários realizado antes da divulgação oficial dos números.

TETSUSHI KAJIMOTO, REUTERS

16 de novembro de 2009 | 09h15

O número acima do esperado derrubou os preços dos bônus japoneses em um primeiro momento, mas depois eles se recuperaram com analistas alertando que o cenário não é tão positivo.

O ministro Masayuki Naoshima disse que mencionou o PIB no discurso, pouco depois das 8h (horário local), devido às preocupações sobre a economia e por não saber que eles ainda não haviam sido divulgados.

"Desculpem-me. Eu sinceramente não sabia que ele seria divulgado às 8h50, então eu achei que estaria tudo bem falar dele", disse Naoshima a jornalistas.

O dado mostrou que a economia do Japão cresceu 1,2 por cento no terceiro trimestre, no ritmo mais forte em mais de dois anos.

Foi a primeira divulgação de PIB desde que o primeiro-ministro, Yukio Hatoyama, assumiu em meados de setembro.

"Ele (Naoshima) teve sorte pelo incidente não ter afetado os mercados, mas é clara a falta de atenção dele... É tão embaraçoso", afirmou Kyohei Morita, economista-chefe do Barclays Capital Japan

O vazamento do PIB não é inédito no Japão. Há uma década, um jornal divulgou o dado, forçando as autoridades a confirmá-lo.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOVAZAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.