Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Ministro pede cautela a credores da Varig

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sergio Amaral, pediu aos credores da Varig que atuem com cautela em eventuais medidas contra a empresa. Segundo um dos participantes da reunião de ontem do ministro com representantes do BNDES e credores da Varig, Amaral recomendou calma aos credores para que não tomem a iniciativa de pedir falência da empresa. Na avaliação desse participante, o ministro quer evitar que o governo seja responsabilizado por uma eventual falência da companhia. A Infraero, no entanto, passará a cobrar diariamente da Varig as tarifas aeroportuárias, que normalmente são cobradas em períodos decenais ou quinzenais. A cobrança será de R$ 1,5 milhão por dia. A BR Distribuidora já está fazendo a cobrança diária do fornecimento de combustível. Durante a reunião de ontem, Sérgio Amaral recebeu do Departamento de Aviação Civil (DAC) uma avaliação sobre os impactos no mercado aéreo, caso a Varig deixe de operar. O estudo aponta que poderia haver alguns problemas inicialmente mas que as rotas poderiam ser rapidamente redistribuídas entre as outras companhias aéreas.AporteO BNDES manterá a data de 30 de novembro como prazo final para responder à Varig se fará o aporte de capital que a empresa solicitou. A informação é do Diretor de Operações do Banco, Eduardo Gentil, que participou ontem de audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado que se estendeu até às 21h30. Ele disse, no entanto, que a resposta terá de considerar o fato de a Fundação Ruben Berta ter rejeitado o memorando de entendimento que renegociava uma dívida de US$ 118 milhões com os principais credores da empresa. A dívida total da Varig é em torno de US$ 900 milhões. O BNDES faria, segundo a proposta em análise, um aporte em torno de US$ 300 milhões. Ontem, o ministro Sergio Amaral condicionou a aprovação da operação à apresentação de um plano de reestruturação da companhia ao BNDES.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.