Ministro prevê problemas com escoamento para próxima safra

A próxima safra de grãos deverá enfrentar sérios problemas de escoamento devido à falta de investimentos em infra-estrutura e logística. A afirmação é do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, em palestra, hoje no Rio, no 5º Congresso de Agribusiness. Segundo ele, os investimentos previstos na ampliação do porto de Paranaguá (veja mais informações no link abaixo) não serão suficientes para cobrir o crescimento em torno de 5% na safra, que deverá elevar a produção total para algo próximo de 128 milhões de toneladas de grãos. O Ministério da Agricultura está preparando um mapa detalhado do Brasil para identificar onde ficam os gargalos e os principais obstáculos para o crescimento agrícola e encaminhar o estudo para o Ministério dos Transportes. Além disso, afirmou o ministro, já está em andamento o programa que deverá dar a alguns armazéns o status de depósitos alfandegados para facilitar o desembaraço para exportações. "Ainda assim vamos precisar da participação de investimentos privados para evitar problemas mais sérios na próxima safra", comentou. ParceriasO ministro defendeu a formação de parcerias público privadas para solucionar "os sete entraves": tecnologia, logística, defesa sanitária, reforma agrária, comercialização agrícola, negociações internacionais e a necessidade de formação de lobby organizado do setor tanto junto aos parlamentares quando junto à imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.