Ministro se diz pouco otimista sobre rodada Doha da OMC

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, chegou no início da tarde ao Itamaraty para participar da reunião de autoridades brasileiras com o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Supachai Panitchpakdia, dizendo-se pouco otimista em relação aos rumos da Rodada Doha da OMC. Rodrigues adiantou à Agência Estado que os ministérios brasileiros das Relações Exteriores, do Desenvolvimento e da Agricultura vão elaborar uma proposta adicional para discussão do capítulo agrícola com objetivo de desbloquear tópicos mais polêmicos dessa negociação. Esse texto deverá ser apresentado na reunião ministerial da OMC em Cancún, no México, no início de setembro. Questionado sobre a possibilidade de o Brasil reduzir seus pleitos sobre o tema agrícola, Rodrigues respondeu que este não é o objetivo do documento a ser elaborado. Conforme explicou, o Brasil poderá oferecer contribuições, principalmente na discussão de preferências comerciais para produtos agrícolas. Em princípio, segundo o ministro, esse texto serviria como contribuição adicional à proposta de negociação do capítulo agrícola apresentada pelo embaixador Stuart Harbinson, de Hong Kong, que acompanha o diretor-geral da OMC, no encontro que se realiza neste momento no Itamaraty, sob coordenação do ministro Celso Amorim.

Agencia Estado,

31 Julho 2003 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.