Ministro uruguaio diz que Mercosul atravessa sua pior fase

O Mercosul atravessa a pior fase de sua história. A afirmação foi feita nesta quarta-feira ao jornal El Observador, de Montevidéu, pelo ministro de Economia e Finanças do Uruguai, Danilo Astori, explicando que o problema é resultado de uma "bilateralidade entre Brasil e Argentina e falta de exercício da liderança brasileira"."O Brasil está mais preocupado com sua liderança global do que com a regional, e por várias razões as economias que são mais prejudicadas são as do Uruguai e do Paraguai", disse.Apesar das críticas, o ministro da Economia do Uruguai afirmou que seria "um erro grave" seu país abandonar o bloco, como reivindicam alguns setores da oposição política.Astori declarou que "o valor potencial do Uruguai" em um projeto como o Mercosul "aumenta na medida em que o país seja capaz de estar presente no resto do mundo com resultados positivos notórios e cada vez maiores". Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai fundaram o Mercado Comum do Sul (Mercosul) em 1991. Além disso, o bloco incorporou em dezembro de 2005 Venezuela e tem os outros países da América do Sul como associados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.