Ministro venezuelano não vê aumento na produção da Opep

O vice-ministro do Petróleo da Venezuela, Luis Vierma, afirmou hoje que os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) ainda não decidiram se será necessário o aumento das quotas de produção. Segundo ele, a Opep não decidirá nada enquanto não chegar a um consenso entre seus membros.Durante o governo de Hugo Chávez, a Venezuela se tornou um dos maiores defensores dos preços altos dentro da Opep. Chávez resistiu aos pedidos da Arábia Saudita por um aumento na produção de petróleo, argumentando que o mercado de petróleo está bem abastecido e que os altos preços são resultado da inquietação política no Oriente Médio. Ali Rodriguez, presidente da estatal PDVSA, atribuiu ontem a alta do petróleo à baixa capacidade de refino nos Estados Unidos, e não ao déficit de produto no mercado.Analistas afirmam que a Venezuela está operando com sua capacidade máxima e que não há capacidade ociosa para aumentar a produção. Vierma, porém, diz que o país pode produzir "a quota que for determinada pela Opep". As informações são da Agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.