Ministro volta atrás: Lula não vetou artigo sobre liberal

O ministro Paulo Bernardo (Planejamento, Orçamento e Gestão) corrigiu no final da tarde desta segunda-feira uma informação dada anteriormente sobre o artigo da chamada "MP do Bem" que regulamenta a atividade dos profissionais liberais - como jornalistas, advogados e artistas - contratados pelas empresas como pessoas jurídicas em vez de assalariados. O ministro havia dito que a decisão do governo era a de vetar o artigo e enviar ao Congresso um projeto de regulamentação do assunto, mas ele esclareceu que, na última hora, houve uma decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela sanção do texto tal como aprovado pelo Congresso.

Agencia Estado,

21 Novembro 2005 | 18h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.