Ministros agiram na madrugada para aprovar MP dos Portos

Preocupado, o governo acompanhou durante toda a madrugada a votação da Medida Provisória 595, a MP dos Portos, na Câmara. A maioria dos ministros não dormiu e, durante toda a noite e a madrugada desta quinta-feira, trabalhou pela proposta, telefonando para parlamentares para tirá-los de suas casas e convencê-los a voltar para a Câmara. No meio da madrugada, muitos deputados abandonaram o plenário, o que inviabilizou a apreciação da redação final da MP 595 e quase impôs uma derrota ao governo. O quórum mínimo necessário para votar a medida provisória somente foi atingido depois das 8 horas da manhã.

ANNE WARTH E DAIENE CARDOSO, Agencia Estado

16 de maio de 2013 | 10h28

Com o envio do texto ao Senado, a ordem, porém, é evitar comemorações antecipadas. O governo sabe que vai enfrentar obstrução também entre os senadores e que a tarefa de aprovar a MP 595 não será fácil. O texto perde validade hoje à meia-noite. A sessão extraordinária para apreciar a MP, no Senado, o texto aprovado na Câmara está marcada para começar às 11 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
MP dos PortosCâmaravotaçãogoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.