Missão do FMI já está no Brasil para última revisão do acordo

Técnicos do Fundo Monetário Internacional (FMI) já começaram a chegar ao Brasil para a última revisão do acordo do Brasil com aquela instituição, prorrogado em 2003 pelo governo Lula. Um grupo está em São Paulo mantendo contatos com representantes do setor privado para apurar informações sobre a economia brasileira.O FMI e o Ministério da Fazenda ainda não divulgaram a agenda de trabalho. A última revisão será chefiada novamente pelo economista Charles Collyns. Além de fazer a revisão do acordo, os técnicos da missão também vão colher informações previstas no artigo 4º do estatuto do FMI, que é uma avaliação anual da situação econômica e das políticas implementadas pelos países membros do organismo multilateral.A revisão do acordo só deverá ser aprovada pela diretoria do FMI em março, para quando está previsto anúncio da decisão do governo brasileiro de renovar novamente ou não o acordo. Embora integrantes da equipe econômica do governo venham salientando, nos últimos meses, a intenção de não renovar o acordo, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, não fechou as portas para essa possibilidade.Em várias ocasiões, Palocci já avisou que não há por que decidir sobre a renovação antes da hora marcada. Membros da sua equipe, no entanto, argumentam nos bastidores que a renovação com FMI pode trazer mais segurança ao País, neste momento de retomada do crescimento sustentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.