Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Missão do grupo é a ajuda mútua, diz sul-africano

Os países do Brics têm uma vantagem comparativa e isso precisa ser "usado" pelos integrante do bloco para aumentar o comércio exterior. Essa é a avaliação de Rob Davies, ministro de Indústria e Comércio Exterior da África do Sul. Segundo ele, a missão de Brasil, Rússia, Índia, China e dos sul-africanos é ajudar um ao outro, complementando as necessidades de bens e serviços, de forma a "usar plenamente a vantagem comparativa que cada membro do grupo tem sobre os demais".

FORTALEZA , O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2014 | 02h03

"A hora, agora, é de fazer isso se materializar, com medidas que cada país pode adotar para facilitar o comércio entre integrantes do bloco", disse o ministro sul-africano, em entrevista ao Estado.

Para Davies, o Brics não é mais "um grupo que se reúne de vez em quando", mas sim um bloco unido em torno de interesses comuns. "Este é o grupo mais importante entre todas as economias emergentes do mundo, e cada um de nós sabe que precisamos aproveitar totalmente esse espaço", afirmou.

Segundo o ministro, os governos dos cinco países devem, a partir de agora, se debruçar sobre as sugestões que os empresários de cada nação levantaram nos últimos 12 meses de trabalho voltado à dinamização do comércio exterior entre eles, como a remoção de gargalos e facilitação de investimentos e financiamento de exportações.

Segundo o ministro sul-africano, há desafios para conceder acordos de "facilitação" dos investimentos externos de um país no outro. "Há uma agenda de promoção de cooperação 'intra-Brics' que precisa ser construída, e isso passa por uma recepção boa dos investimentos feitos por companhias dos países que integram o grupo", afirmou Davies. / J.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.