Mistura de álcool na gasolina pode aumentar

O governo poderá aumentar, se assim o desejar, o porcentual de mistura do álcool anidro à gasolina, de 20% para 25%, já em maio, um mês antes do previsto. A garantia de que haverá álcool suficiente para suprir essa diferença já foi dada pelos produtores. O índice de mistura foi reduzido de 25% para 20% em 1° de fevereiro deste ano, como parte do acordo entre o setor e o governo federal para evitar o desabastecimento. Ainda segundo o acordo, o porcentual retornaria ao nível anterior em 1° de junho, quando se previa que produção estivesse normalizada. Só que com a queda no consumo de 17% em média, a antecipação do início da produção de álcool em um mês, de maio para abril, e o comprometimento de se produzir 1,5 bilhão de litros a mais na safra 2003/2004, os estoques estarão normalizados e a produção garantida em 1º de maio.Segundo o conselheiro da União da Agroindústria Canavieira do Estado (Única), José Carlos Figueiredo Ferraz, "há uma preocupação muito grande, principalmente da ministra Marina Silva (Meio Ambiente), com a redução no porcentual do álcool anidro na gasolina, já que a poluição aumentou". Mas, como o estoque e a produção estarão regularizados no final de abril, o setor garante que estará pronto para que o porcentual volte aos 25% na primeira quinzena de maio, sem que haja o risco de desabastecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.