Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mitsubishi deixa de fornecer componentes à Bombardier

A Mitsubishi Heavy Industries interrompeu o fornecimento de componentes para os jatos regionais da canadense Bombardier, ao mesmo tempo em que se prepara para se tornar uma de suas concorrentes diretas.A companhia japonesa anunciou que decidiu descontinuar os contratos de fornecimento para os jatos regionais CRJ 700 e CRJ 900 da Bombardier, a fim de concentrar sua capacidade na produção de partes do novo jato 787 da Boeing. A Mitsubishi deve lançar brevemente seu próprio jato regional de 70 a 90 lugares, o primeiro avião comercial produzido no Japão em várias décadas.Para a Bombardier, a empresa continuará fornecendo apenas os componentes dos jatos executivos Global e Challenger. Nos últimos anos, a companhia canadense tem lentamente transferido os contratos da Mitsubishi para novos fornecedores. Sua parceira chinesa, a China Aviation Industry Corp I (AVIC I), agora produz a fuselagem para o popular turbo Q400, que já foi produzida no Japão. A nova unidade da Bombardier em Queretaro, no México, faz os controles de vôo e os componentes da cauda anteriormente fabricados pela Mitsubishi.A Ruag Aviation, da Suíça, assumirá o fornecimento dos itens dos jatos regionais antes feitos pela Mitsubishi, disse um porta-voz da Bombardier. As informações são da Dow Jones.

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

06 de fevereiro de 2008 | 17h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.