Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Mittal não tem intenção de elevar proposta para Arcelor

Após a companhia siderúrgica Arcelor rejeitar a proposta de US$ 18,6 bilhões pela Oferta Pública de Aquisição (OPA), o grupo indiano Mittal Steel afirmou não ter a intenção de elevar o valor para continuação das negociações. Mesmo com a negativa, o presidente da Mittal, Lakshmi Mittal, afirmou que o grupo ainda espera conseguir 60% das sinergias previstas, caso a compra seja efetuada, no primeiro ano do acordo. Ele também informou que deve se encontrar com todos os acionistas da Arcelor nesta semana para discutir a aquisição dos papéis da companhiaUma eventual fusão da Mittal com a Arcelor empregaria 320 mil pessoas e controlaria cerca de 11% da produção anual de aço bruto. A ampliação da posição da Mittal como maior siderúrgica do mundo ocorreria num momento em que os preços do aço dobraram em meio à crescente demanda da China. Mesmo com a negativa da Arcelor, a Mittal continua otimista. Executivo da Arcelor apela para acionistasSe depender do executivo-chefe da Arcelor, Guy Dolle, o grupo Mittal Steel não conseguirá comprar ações da companhia siderúrgica. Isso porque Dolle aconselhou hoje, em coletiva de imprensa, os acionistas da siderurgia a não aceitarem a oferta da Mittal, com o argumento de que, além de destruir valor de arrecadação para os próprios acionistas, a venda resultaria no corte de empregos. O executivo ainda fez uma apaixonada defesa da Arcelor, afirmando que a companhia "não dividirá o futuro" com a Mittal. Dolle afirmou que a Arcelor e a Mittal não são compatíveis e ainda classificou a companhia indiana de "oportunista". Além disso, declarou que as operações da Mittal carecem de grande reestruturação e que o portfólio da maior siderúrgica do mundo inclui fábricas falidas. Dolle informou ainda que a Arcelor pretende se expandir na Turquia e na China.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2006 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.