M.Lynch apura que Brasil atrai investidor institucional

O Brasil foi apontado como um dos mercados mais atraentes por investidores institucionais, segundo uma pesquisa informal realizada pelo banco de investimentos Merrill Lynch durante um fórum de executivos-chefes e diretores financeiros de mercados emergentes globais realizado na semana passada em Laguna Niguel, na Califórnia.Os investidores, embora ainda mantenham uma significativa posição defensiva, indicaram que, nos próximos três meses, estão dispostos a voltar a aplicar em mercados como Brasil, África do Sul, Rússia e Turquia. No caso brasileiro, a pesquisa surpreendeu ao mostrar que a maioria dos investidores apontam os elementos macro-econômicos domésticos como determinantes para o desempenho do mercado acionário do País nos próximos 12 meses.O diretor de estratégia para América Latina do Merrill Lynch, Roberto Berges, afirma em relatório que os principais "motores" do mercado acionário apontados foram a recuperação doméstica e o corte de juros. Questões políticas, como a popularidade do presidente Lula, foram citadas como um fator menos relevante para o desempenho do mercado de ações.

Agencia Estado,

22 de junho de 2004 | 14h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.