carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Moagem de cana do centro-sul reduz ritmo com chuvas

A moagem de cana do centro-sul do Brasil em 2009/10 atingiu 246,7 milhões de toneladas até 1o de agosto, alta de 15 por cento em relação ao mesmo período da safra anterior, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) nesta quarta-feira.

REUTERS

12 de agosto de 2009 | 12h54

Em 2008/09, a moagem de cana havia atingido 214,6 milhões de toneladas até esta mesma época do ano.

Apesar de o setor estar processando mais cana do que no ano passado, a moagem reduziu ritmo em relação a levantamento da quinzena anterior, quando apresentava um aumento de 18,9 por cento ante o mesmo período do ano passado.

Essa redução na moagem pode ser explicada pelas chuvas, que obrigaram as usinas a diminuírem os trabalhos em julho.

"A exemplo do que ocorreu no mês de junho, chuvas no decorrer de julho reduziram não só o aproveitamento do tempo disponível para moagem de cana-de-açúcar na região Centro-Sul, como também o acúmulo do teor de açúcar na cana colhida", afirmou a Unica em relatóro.

"Mesmo que a partir da segunda quinzena de agosto as condições permaneçam favoráveis à concentração do teor de açúcar, a produção de açúcar e de etanol está comprometida, já com uma redução de 340 mil toneladas de açúcar e 280 milhões de litros de etanol", acrescentou a entidade.

O centro-sul do Brasil responde por mais de 90 por cento da produção de cana do país.

A moagem na segunda quinzena de julho foi 5,98 por cento inferior ao total da mesma quinzena na safra passada, atingindo 35,9 milhões de toneladas de cana.

Os Estados mais afetados pelas chuvas em julho foram Mato Grosso do Sul e Paraná, bem como a região de Assis, Jaú e Piracicaba, em São Paulo.

A moagem mais lenta em julho no centro-sul do país, o maior produtor e exportador mundial, vem sendo citada como um dos motivos da alta dos preços do açúcar no mercado internacional.

As cotações atingiram uma máxima de 28 anos em Nova York diante de problemas na safra da Índia, o maior consumidor mundial, que deve importar mais em 09/10.

De acordo com a Unica, o maior impacto na produção foi causado pela redução na quantidade de produtos obtidos por tonelada de cana esmagada.

"Enquanto na segunda quinzena de julho de 2008 foram obtidos 147,54 quilos de açúcares totais recuperados (ATR), na segunda quinzena de julho deste ano a quantidade obtida foi de 137,61 kg...", afirmou a entidade.

"As chuvas favoreceram o desenvolvimento vegetativo da planta (toneladas de cana por hectare) em junho e julho, tanto nas áreas já colhidas quanto nas áreas a serem colhidas no ultimo terço da safra, porém afetaram a concentração do teor de sacarose na cana."

Do início da safra até o final de julho, o volume total esmagado corresponde a praticamente 45 por cento da moagem de cana prevista em 550 milhões de toneladas, segundo a Unica. Na safra passada, a região processou 505 milhões de toneladas.

AÇÚCAR E ETANOL

De acordo com a entidade, até 1o de agosto, do total de cana processada desde o início da safra, 42,69 por cento foi direcionada à produção de açúcar, que somou 12,8 milhões de toneladas, contra 10,7 milhões na mesma época do ano anterior, crescimento de 19,25 por cento.

Já a produção de álcool da região chegou a 10,6 bilhões de litros até 1o de agosto, ante 9,81 bilhões de litros no ano anterior, aumento de 7,55 por cento, com 57,3 por cento da cana processada sendo direcionada à fabricação do biocombustível.

A entidade acrescentou que a expectativa, ao final da safra, é de que a proporção de cana destinada à produção de açúcar se mantenha no nível projetado no início do ano, em 42,5 por cento.

A Unica informou ainda que os meses de agosto e setembro, que respondem por mais de 25 por cento da safra no melhor período de maturação da cana, é que definirão o tamanho da produção em 2009/10.

"A revisão de projeção da safra 2009 pela Unica ainda não foi concluída. Todavia, pode-se afirmar que será uma safra com a menor quantidade de produtos obtida por tonelada de cana dos últimos 10 anos."(Por Roberto Samora e Inaê Riveras)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCANAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.