Moda para mulheres acima do peso realça pontos fortes e valoriza as formas

Com seleção das modelos GG mais bem pagas do País, 'Fashion Weekend Plus Size' apresenta as tendências para o verão 2014

26 de junho de 2013 | 10h43

SÃO PAULO - Seis modelos que usam roupas tamanho GG foram selecionadas para divulgar a oitava edição do desfile de moda "Fashion Weekend Plus Size", que apresentará lançamentos para o Verão 2014 com recortes estratégicos destinados a valorizar as formas das mulheres que estão acima do peso.

O mercado Plus Size representa mais de 5% do setor de vestuário. Renata Poskus Vaz, diretora do evento, diz que as consumidoras querem um 'estilo sensual, com decotes ousados e comprimentos curtos que realcem os pontos fortes e valorizem suas formas'.

O desfile será no dia 21 de julho, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Segundo os organizadores, este ano o evento chega "em clima retrô, dentro de uma das principais tendências da estação: o optical graphic e a clássica e eterna composição Black&White".

As modelos fotografadas para a divulgação do evento deste ano estão entre as que mais faturaram no Brasil em 2012 divulgando a moda GG. Elas posaram para a fotógrafa Kátia Ricomini vestindo peças nas cores preto e branco.

Alessandra Linder, de 28 anos, manequim 46, trabalha há seis anos como modelo Plus Size. Ela é de Campinas e mora em São Paulo. Um amigo mostrou suas fotos feitas em uma fazenda para o dono de uma grife GG que precisava de uma modelo, e até ela hoje fotografa para a marca. Em 2012, Alessandra chegou a fazer cerca de 90 trabalhos entre catálogos e editorias de moda, além de 30 participações em desfiles.  

Bianca Raya é formada em jornalismo e vive atualmente do trabalho como modelo Plus Size. Paulistana de 31 anos, 1,65m de altura e manequim 46, começou a carreira de modelo GG após a mãe ter visto uma matéria sobre esse mercado em uma revista. Bianca participou de todas as edições do FWPS.

Celina Lulai, mineira de 30 anos, reside em São Paulo, e , além de modelo GG, é proprietária de um site de comércio eletrônico. Iniciou a carreira aos 11 como modelo convencional e, após engordar, ficou alguns anos sem trabalhar na área. Foi redescoberta por uma produtora de moda e já desfilou em quatro das oito edições do FWPS, ficando de fora apenas no período da gestação e nascimento de sua filha.

Márcia Saad, paulista de 40 anos, acompanhava o mercado Plus Size como consumidora. A oportunidade de virar modelo GG surgiu quando uma jornalista mostrou suas fotos para a revista para qual escrevia. Logo foi convidada para o primeiro trabalho, para uma marca de jeans, e não parou mais. Márcia desfila para o FWPS há quatro edições.

Sílvia Neves é mineira de Pirapora e tem 39 anos. Faz sucesso no mercado da moda Plus Size, onde ingressou ao participar de uma das edições do projeto "Dia de Modelo". Em 2012, participou de mais de 30 eventos entre desfiles, fotos e entrevistas, além de ser clicada em editoriais de oito grifes.

Simone Fiuza trabalha há nove anos como modelo Plus Size. Paulista, 28 anos, participa de do FWPS desde a sua primeira edição. Sua carreira começou após ser mandada embora de uma grande multinacional onde trabalhava no departamento de marketing. Viu na TV uma matéria sobre modelos Plus Size nos Estados Unidos e foi atrás do assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.