Modelo para o pré-sal será definido após eleições

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que o governo deixou para depois das eleições municipais a definição sobre o modelo de exploração de petróleo para a área pré-sal. Lula disse que a comissão interministerial que discute o tema já levou propostas à sua mesa, mas acrescentou que o assunto voltará a ser debatido após este domingo. "Deixamos isso para depois das eleições", disse, após participar de carreata em São Bernardo do Campo ao lado do candidato do PT à prefeitura da cidade, Luiz Marinho.O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, já havia afirmado, durante esta semana, que qualquer definição a respeito do novo modelo para o setor de petróleo seria divulgada apenas depois das eleições. A proposta de criação de uma nova empresa estatal para administrar os recursos do pré-sal é dada como certa na elaboração do novo modelo exploratório que será proposto. Membros do governo também vêm indicando que os atuais contratos serão mantidos.Lula informou que participará, na próxima terça-feira, da inauguração da plataforma P-51, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos. "Para mim, a P-51 é muito simbólica, porque é a demonstração do fracasso daqueles que não acreditavam no Brasil", disse, referindo-se ao elevado índice de componentes nacionais na fabricação da plataforma. "Vamos inaugurar a P-51 com 75% de componentes e força de trabalho nacional", comemorou.A P-51 deve começar a operar com uma produção diária de 180 mil barris de óleo pesado. O pico de produção da plataforma está previsto para 2013 e deve ser de 287 mil barris por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.