Modelo popular foi mais afetado

Marcas que atuam com produtos mais baratos e em condições de fazer frente aos automóveis brasileiros estão entre as mais afetadas pela alta do IPI. A coreana Kia, maior importadora do País, amarga queda de 45% ante 2011, com 18.171 unidades. As chinesas Changan, Lifan e Effa Changhe e Hafei registram redução de 24%, 32%, 70% e 31%, respectivamente. Modelos de luxo também foram impactados. As vendas da BMW caíram 26% e as da Porsche, 65%. Marcel Visconde, representante da Porsche, diz que o segmento de luxo "não é imune a preços". A marca reajustou preços em 22%. / C.S.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.