Moderfrota de caminhões pode ter R$ 1 bilhão do BNDES

O programa de modernização da frota de caminhões no País, que ocorreria nos mesmos moldes do Moderfrota de máquinas agrícolas criado pelo governo em 2000, pode ter R$ 1 bilhão de verba do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) somente no primeiro ano de funcionamento. A informação é do gerente de planejamento estratégico da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Aurélio Santana.De acordo com ele, o montante é praticamente equivalente ao oferecido pelo BNDES ao Moderfrota de máquinas no ano passado. Segundo o presidente da Anfavea, Ricardo Carvalho, o programa pode ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano, já que está pronto e só depende do aval do governo federal. "Esperamos iniciá-lo até junho", disse.Carvalho disse que o programa terá como prioridade atender aos pequenos compradores, que não têm possibilidade de arcar com os juros dos bancos das montadoras. O Moderfrota de caminhões poderia aumentar as vendas do segmento em até 25% este ano, de acordo com estudo da Anfavea, que também apontou existirem cerca de 600 mil veículos deste gênero com mais de 15 anos de utilização.Desde a criação no segmento de máquinas agrícolas, o Moderfrota recebeu cerca de R$ 5,5 bilhões do BNDES em recursos para financiamentos com juros subsidiados. Eles possibilitaram a renovação de um quarto das colheitadeiras do País e quase 20% dos tratores de roda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.