Molson pode vender participação na Kaiser

A Molson, maior cervejaria canadense, pode procurar um comprador para a sua participação de 80% na Kaiser, a menos que a companhia brasileira melhore a sua performance até janeiro próximo. A informação foi dada ontem pelo diretor executivo da Molson, Dainel J. O´Neill, durante o encontro anual do grupo canadense, segundo publicou hoje o jornal norte-americano The New York Times"Chegou a hora de apresentar resultados", disse O´Neill, referindo-se à uma série de problemas que têm afetado a performance da Kaiser desde que foi adquiria pela Molson no início de 2002 por cerca de US$ 800 milhões. "Não estamos amarrados a algo para sempre", acrescentou o executivo.A Kaiser caiu do segundo para o terceiro lugar no mercado brasileiro de cervejas, com a sua fatia de participação de mercado declinando para 12% no primeiro trimestre deste ano, a menor desde que passou ao controle da Molson.O´Neill explicou que a performance da Kaiser será avaliada através de três critérios entre outubro e janeiro próximos. Uma crescente proporção das vendas terá de ocorrer através de garrafas ao invés de latas, que são menos lucrativas. Além disso, Molson afirmou que a Kaiser terá que aumentar os preços e elevar sua fatia de participação no mercado de São Paulo, considerado crucial. "O potencial para crescimento no Brasil é enorme", disse O´Neill. "E não queremos sair de lá tão cedo. Estamos dispostos a dar (ao mercado brasileiro) uma chance sólida."A Kaiser expandiu sua equipe de vendas no Brasil neste ano, contratando 1200 vendedores. Um novo chefe executivo deverá assumir a cervejaria brasileira no início de julho.

Agencia Estado,

23 de junho de 2004 | 09h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.